segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Cancelamento!

Despertou meus pensamentos
A presunção de quem
Acredita que é preciso
Conhecer
Para que algo exista.

Desde minha casa idílica
Até a fé que move montanhas
Não é necessário conhecer!

Deixe meu pedido,
A santinha
Não conhecerá meu castelo:
Seria enviada ao limbo?

Desfeito também o convite:
Se não crê, não vê
E não lhe concedo a honra.
Subi a ponte levadiça, fechei
Os portões
- Nem santa, nem santeira!

Foto by Ellen


4 comentários:

  1. Arde-me a alma suas palavras... poesias e diálogos que a muito já me encantam mesmo longe das borboletas. Eu então fantasio sua cor, seu cheiro e toda sua luz.

    Sempre encantado.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, Jura!
    ... Sua generosidade me encanta!
    Obrigada por deixar sempre belas palavras e emoções nesse cantinho!
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  3. Protesto-desabafo-poético da silva (rs)... lindo!

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Nadine!

    ... Sua presença é sempre luz!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir