sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Monocromia

Sangra

De córrego

A rio revolto

Em leito rochoso

Sereno

Nas grandes quedas

Mancha em delta

O mar é grande

Sangra pelo córrego

Que já é rio


Sangra

De lágrima

A coletor sanitário

O efluente não salga

De todas as nascentes

Lavadas nas pias

Nos chuveiros

Nenhum rio

Sangra

Por prantos.


Foto by John_fobes

3 comentários: