domingo, 10 de maio de 2009

Exatidão de coisas

Sem tempo...

Oi sem bom dia ou boa noite...

Tempo fixador e apagador

Tempo centro da eternidade

(como tempo e espaço são grandezas diferentes,

não há centro espacial para a Eternidade...

há o tempo centro-centrifugador de tudo).

Sendo o tempo contínuo,

como a luz - se onda,

Sim, é eterna a luz do abajour,

assim como é eterno o erro

(fixado pelo tempo,

esquecido pelo tempo),

é eterno o último segundo que dedica.

5 comentários:

  1. Tempo... tenho amor por poemas, pensamentos que retratem o tempo...
    O tempo é uma grandeza... e para cada um é sentido de uma maneira... é redundante, mas: cada pessoa tem o seu tempo para sentir o que é o tempo...
    E você soube colocar muito bem..."é eterno o último segundo que dedica"...adorei!!!
    Abraços!!!
    Ah, saudades de seus comentários reflexivos ;D

    ResponderExcluir
  2. O tempo, cura e veneno, tem simultaneamente as duas faces...
    As duas se alternam, mas não se anulam.
    E esse veneno ou essa cura eternizam cada segundo de nossa vida.

    ...Por isso detesto os microgrãos da ampulheta...rss

    Obrigada pelas palavras, pela visita, Nadine!

    ResponderExcluir
  3. " assim como é eterno o erro... é eterno o último segundo que dedica"
    Que forte! Exatidão mesmo como o poema sugere, pois o tempo permite essa ambiguidade tanto para o bem como para mal e vc no entanto foi genial.
    Percebe tão sutilmente que cada um tem seu próprio tempo e ele é abstrato, é real, é contínuo rsrs ou é eterno...
    Só posso agradecer ao tempo e aos que fazem dele beleza, que é o seu caso!!!
    Belo,belo,belo, obrigada!!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada...

    ...Curimã, gente linda!!!!!!
    ...Dulce, fico feliz quando consigo fazer uma mensagem transparente, e meus amigos sempre dão esse feedback!

    Abraços!

    ResponderExcluir