domingo, 27 de setembro de 2009

Diário II

De caos e reminiscências
Fez-se o dia
De páginas escritas, relidas
Revividas, rotas, mofadas
Desgastadas, decoradas,
Se fez a semana
Meses

Acaso não descobriste ainda
Que há páginas por escrever?
Não tenhas obrigação enfadonha
Não dispenses atenção única...
Apenas vê, na brancura vazia,

O que chama a viver
O convite de novos ventos,
Não sou eu – és tu!
Essa brisa sem perfumes
Não sai de mim!
Respira, renasça e vê:
Um convite branco e vazio
Espera por ti!



Foto by Dionísio Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário