sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sabes?

Não somos
Sonhamos à lua
Deliramos ao sol
Entorpecemos (nos)

Não sei
Não somos
Delirei à lua
Sonhei ao sol
Embriaguei (me)

Não sabes
Não somos
Acordaste à lua
Desmaiaste ao sol
Intoxicaste (te)

O silêncio
E as palavras
São coniventes
Com todo nosso infortúnio
Com todas as nossas dúvidas.


Foto by miki:persona

10 comentários:

  1. ... pequeno mimo em meu blog...
    http://nadinegranad.blogspot.com/2010/04/selo.html

    Venho ler-te com calma ;)

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. As pessoas a pertencer... ou não... cada verso - adorei!
    Não sabeMOS... O fato é que está no plural, parte do "eu" e espalha-se!...

    As gradações e repetições, uau, rs...
    És moderna e admiro essa qualidade!!!
    ... O "pensar" das cuspidas ;)
    ... Os últimos versos sintetizam o todo!!!

    Abraços carinhosos =)

    ResponderExcluir
  3. ... Suas palavras sempre brilham, Nadine!
    Obrigada por deixá-las, espalhá-las com tanta beleza!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Pelo que li, tuas palavras voam sobre o mero conceito de medidas ou comparações, são versos e palavras que não precisam de rima ou de adornos de ouro... A tua beleza vem do que é simples e não do que é simplório. E já me agradecestes imensamente ao adjetivar-me de amigo.

    ResponderExcluir
  5. ... Seja sempre bem vindo, Jurandir!

    Humildemente aceito suas palavras, com a admiração por seu talento infinitamente superior!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Pronto agora a poesia lugar a ira e a ira vazão a um eu que já não sobe mais aos palcos... Que papo torto esse de superior...? Faz isso nem por um instante... Na poesia ou na arte não existe superioridade ou inferioridade e sim ponto convergência ou de divergência, e isso n se explica, se sente... Eu mesmo odeio certos críticos eruditos que fazem da arte quase uma ciência fria de uma graduação enlatada em diversas nomenclaturas de faculdades. Na arte a faculdade que é fundamental é a da alma de artista e isso tu tem se sobra...
    Que esse discurso ecoe na acústica do teu universo mais intimo.

    ResponderExcluir
  7. Rss... sim, concordo contigo acerca dos "academicismos"...rss

    ... Obrigada, mais uma vez, por sua generosidade!!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Giselli, seus textos nos deixam extasiados, é com grade alegria que vejo vc se transformar numa grande poetisa.

    Abçs Gustavo Rossi

    ResponderExcluir
  9. Obrigada, Gustavo!

    ... Engatinho, ou patino...rss
    Agradeço imensamente suas palavras!

    Abraços!

    ResponderExcluir