terça-feira, 31 de março de 2009

Meios

Não quero o álcool
Não quero o veneno
Os dois embriagam
e nos escravizam

Não quero a metade
Não quero o quase
Na Gaussiana,
prefiro os cinco-por-cento

O extremo desprezado
Mas extremo.

O médio, o mediano
Deixo à maioria.


12 comentários:

  1. Gi, ótimo post.
    O que gostei mais até agora. Reflexivo. Ao mesmo tempo que a forma é simples, o conteúdo é denso. E seu pensamento se encontra com os meus. haha
    O médio é uma monotonia só, prefiro o gelado ou o quente ao morno.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Marco!

    Gostei muito de seu último trabalho que postou no sarau...
    Abraço grande!

    ResponderExcluir
  3. Texto muito acima da média, parabéns.

    Abçs Gustavo

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Gustavo!!!
    Se conseguir fugir da média está bom...rss

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Adorei... assim como admiro tudo o que escreve... Acredito que seja pela clareza, pela compreensão da alma feminina... Seus poemas são meus,rs... Gosto da densidade que eles têm e neles encontro abrigo... pq vc sabe falar da sua alma para outra...
    Tudo o que escrevemos carrega um pouco de nós... mas o que vc escreve tem muito de vc (como não poderia deixar de ser) mas um pouco também da alma feminina no geral...
    Te admiro Giselle e espero que vc logo nos contemple com mais ;D

    Beijos, Joyce Ruiz.

    ResponderExcluir
  6. Obrigadinha, Joy!

    As pessoas se encontram de muitas formas, não é?
    Os sentimentos, os pensamentos também!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. Boa Noite!
    Só agora tive tempo de ver seu blog!
    Maravilhoso,denso, verdadeiro e belo...
    Giselle não é a toa que vc desperta a curiosidade de muitas pessoas, pois escreve muito bem! É nítido a sua paixão pela poesia.Preciso visitar seu blog outras vezes a minha graduação em Letras agradece...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada, Dulce!

    Comentários de amigos são bem vindos... de acadêmicos mais ainda...rsss
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  9. Acadêmicos, admiradores e apaixonados pelas Literaturas. Hoje fui a um congresso de Literários na Faculdade. Professores, escritores e pessoas que estão terminando Mestrado,Doutorado, resumindo o mundo que me faz feliz...
    O mundo de trocas, de poesias, conhecimentos múltiplos e de pessoas, particulamente quando essas pessoas comungam da mesmo pensamento e da mesma paixão que a nossa.
    Quando leio o que você escreve na comunidade, na Net, no seu blog vejo o quanto vc também faz parte desse mundo.
    O mundo que encanta, que emociona, que têm a leveza da alma, e o dom dos poetas. " E a palavra, para mais exigência..." Você segue todas as exigências rsrsrsrs de acadêmicos, amigos,simples admiradores... É uma uma honra fazer parte do seu ciclo de amizades! beleza, consistência, leveza,profundidade, contemporaneidade e muita sutileza percebo nos seus poemas.
    Parabéns!!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Dulce,

    Não mereço tantos adjetivos!!!
    Sua generosidade é que é grande, amiga!
    Confesso que todos os meus erros e toda minha simplicidade são fruto da mais pura abstração, sem qualquer rigor, qualquer exigência "pós-produção"... e não é minha intenção ser tão criteriosa!Rss
    Mas se, ainda assim, gosta...
    Só posso agradecer!!!


    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Parabens tia, seu blog e d+...náo sabiamos que voce eh tao talentosa!
    Beijos,

    Tututca e Mimah!

    ResponderExcluir
  12. Brigadinha, Tutuca e Mima!!!

    Vocês também são muito talentosas e têm um blog muito fofinho!!!
    Beijocas!!!

    ResponderExcluir