domingo, 5 de abril de 2009

Equilíbrio

A sinceridade apressa os passos
primeiro para si,
depois, de si.

O amor encanta
à distância para si
de perto, de si.

Palavras ditas e não ditas
trazem e levam passos.

O mistério traz,
o descortinamento leva.

Cada gesto delicado
atrai ontem
repele amanhã.


Façamos o avesso:

Sem sinceridade, amor, palavras, mistérios, luzes, gestos delicados.
E voltemos ao equilíbrio humano.

Sejamos miscelânea insossa.
Ela aproxima os passos para si.



3 comentários:

  1. "Tento encontrar o "equilíbrio"...rsrs... vc sintetizou bem...
    Ainda que desejemos ser equilibrados, a miscelânea, os "eus" são fundamentais para atrair os passos...
    Todos somos misturas de várias outras ações ou pessoas...
    Gostei muito..mas agora sou suspeita por ter virado admiradora do que vc escreve...:D
    Gosto da sua clareza... que não perde a profundidade...
    Beijos, Joyce."

    ResponderExcluir
  2. Joy, ter seus comentários é sempre bom...

    Admiradora também pode criticar, viu?

    Beijocas, obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Adorei...equilíbrio.

    Christiane Miranda

    ResponderExcluir